Loading...

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

...

Hoje depois de um tempo vi a pessoa que amo, passei por ela, levei um susto, disse um oi corrido e fui fugida. Fugi, sim por amor próprio, fugi sim, por medo de ouvir sua voz, de sentir seu beijo de amigo em meu rosto. Estou tão consciente de mim e do que quero, mesmo amando assim, sei que tenho que saber me distinguir nisso tudo. Passei um tempo misturada, não sabia aonde acabava ele e começava o meu eu, de tanto amar me perdi nele. Ainda amo, mas me encontrei e sei que preciso de mim antes dele, posso de novo me embaralhar nesse amor, mas sei como voltar para mim mesma.  Tantas impossibilidades, tantos poréns e ainda assim não consigo entender isso tudo, mas cada variante desses momentos, que foram muitos, valeram a pena, cada  segundo bom  ou ruim foram bons. Guardo em mim o amor que sinto dele, por incrível que possa parecer sinto ser amada, por mais bizarro, por mais inadequado ainda amo mas estou tranquila.

Um comentário:

  1. Se fiquei esperando meu amor passar.
    Já me basta que então eu não sabia amar
    E me via perdido e vivendo em erro.
    Sem querer me machucar de novo por culpa do amor.

    Mas você e eu podemos namorar.
    E era simples: ficamos fortes.

    Quando se aprende a amar.
    O mundo passa a ser seu.

    renato russo

    ResponderExcluir