Loading...

sábado, 23 de novembro de 2013

Mais um conto lindo de Paulo Cesar Magdalena

A cor

por pccmagdalena
o dia amanheceu cinza,como sempre.Ele tomou seu café cinza, com seu pão cinza.Vestiu seu terno cinza, se despediu de sua mulher com um beijo cinza e saiu de sua casa cinza.Entrou no seu carro cinza e se foi para o seu emprego cinza.
No escritorio encontrou mais uma vez seus colegas cinzas,Deu um bom dia cinza a todos e sentou-se em sua cadeira cinza em frente a sua mesa cinza.E começou mais um dia cinza de trabalho.
Mais uma vez faria seu trabalho cinza até a hora de ir embora para casa.
Ao chegar em sua casa cinza depois de mais um dia de trabalho cinza,iria direto para o banheiro e tomaria um banho cinza.
Depois jantaria uma comida cinza .Na televisão,estaria passando mais um programa cinza.
Faria um amor cinza com sua mulher.cinza.
Depois ficaria acordado sem conseguir dormir, pensando no tempo que sua vida era cheia de cores.
Mas desde o dia que desistiu dos seus sonhos,as cores foram se afastando dele, e só ficou a cor cinza.
Finalmente vencido pelo cansaço dormiria na sua cama cinza, com seus travesseiros cinzas.Mais uma noite cinza na sua vida cinza.
Então as 7 horas da manhã o despertador cinza tocaria uma musiquinha cinza e o acordaria ..
Mais uma vez ele se levantaria lentamente,e com esperança no coração, olharia pela janela.
porem o que iria ver apenas provocaria nele um longo suspiro de resignação..
o dia amanheceria cinza..
pccmagdalena

Nenhum comentário:

Postar um comentário