Loading...

terça-feira, 29 de maio de 2012



Se não for hoje, um dia será.
Algumas coisas, por mais impossíveis e malucas que pareçam, a gente sabe, bem no fundo, que foram feitas pra um dia dar certo.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

"Aniversário"

 Hoje é meu aniversário, nesse exato momento de minha vida teria muitas razões para não comemorar, me sentir mal. mas para meu espanto estou me sentindo bem.
Em um vislumbre surreal, durante o show do Lenine, vi minha vida passar por mim e claramente, cruelmente, meus acertos, meus erros, meus enganos.
Sou movida pelo amor. desde sempre, sofro, erro, acerto, choro, rio, me culpo, ,tudo pelo mesmo sentimento.
Uma conclusão patética, mas esclarecedora, penso que o amor é o sentimento mais importante, mas exagero, sonho demais, imagino demais, mas sou assim.
Quem me ama ...me ama assim. completamente apaixonada por tudo, errando  e acertando, caindo e levantando... sou assim.
Piegas, polemica, questionadora, sou eu ...tendo muito que aprender ainda se tiver tempo ...mas sempre, sempre amando, muito.



sexta-feira, 25 de maio de 2012

Marisa Monte - Depois

   



Linda essa música, mais sentimentaloide impossível, mas fala de separação, tem que ser assim mesmo, escrachadamente dolorida.

Quando uma história chega ao fim nem sempre é assim, as vezes a gente sente alívio, as vezes muita raiva, outras rejeição.

Mas quando sentimos uma dor estranha,e sentimos a falta da pessoa, mas ao mesmo tempo desejamos muito a felicidade dela, dizem os mestres que isso é realmente amor.

Remexendo em meus cadernos, achei esse devaneio ...

Pensando em você...
me pergunto o que ainda me liga a você?
Palavras com verdades cruéis,
Devaneios derretendo como gelo...
Gelo em seu olhar.
Me pergunto o que ainda me liga a você?
Beijos quentes,
palavras que incendeiam, corpos que se encaixam perfeitamente...
Gostos e odores, perfumes que ficam impregnados na pele.
Me pergunto ainda...o que me liga a você?

domingo, 13 de maio de 2012



por Maria Rita Schilke Korzan


Quando você pensava que eu não estava olhando





Quando você pensava que eu não estava olhando
Você pendurado minha primeira pintura na geladeira
E eu queria pintar outro.

Quando você pensava que eu não estava olhando
Você alimentou um gato de rua
E eu pensei que era bom ser gentil com os animais.

Quando você pensava que eu não estava olhando
Você cozido um bolo de aniversário só para mim
E eu sabia que pequenas coisas eram coisas especiais.

Quando você pensava que eu não estava olhando
Você disse uma oração
E eu acreditava que havia um Deus que eu podia sempre conversar.

Quando você pensava que eu não estava olhando
Você me beijou, me deu boa-noite
E eu me senti amada.

Quando você pensava que eu não estava olhando
eu vi lágrimas nos seus olhos
E eu aprendi que às vezes as coisas podem ferir
Mas que está  certo  chorar.

Quando você pensava que eu não estava olhando
Você sorriu
E isso me fez querer sorrir  muito também.

Quando você pensava que eu não estava olhando
Você se importou
E eu queria ser tudo o que eu poderia ser.

Quando você pensava que eu não estava olhando,
eu olhei. . .
E queria dizer obrigado
Por todas essas coisas que você fez
Quando você pensava que eu não estava olhando.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Ser Mãe...

Ser mãe é difícil, minha mãe é difícil, eu sou difícil...mas o amor supera tudo isso,.
É um amor que Deus agregou  na célula, um amor que quando não é aceito ou correspondido,ou quando se torna ausente, quando vai embora, dói tanto que parece que levaram parte de nossa alma.
É um amor lindo, inigualável, inexplicável , um amor abnegado, que só quer ver a felicidade nos olhinhos de quem nunca cresce , os filhos são eternamente nossos filhinhos. Estamos sempre preocupadas se estão com fome, ou frio, se estão alegres, se estão dormindo direito, se estão sendo bem tratados...é um amor diícil...de se esquecer, de se separar, um amor divino.

Hoje, tudo que me caia nas mãos para ler era o mesmo tema, ai encontrei no meu e-mail esse trecho do livro do Paulo Coelho, perfeito para hoje, para cada segundo ...



O instante mágico


by PAULO COELHO on JANUARY 7, 2010


Paulo Coelho


É preciso correr riscos. Só entendemos direito o milagre da vida quando deixamos que o inesperado aconteça.


Todos os dias Deus nos dá – junto com o sol – um momento em que é possível mudar tudo que nos deixa infelizes. Todos os dias procuramos fingir que não percebemos este momento, que ele não existe, que hoje é igual à ontem – e será igual à amanhã.


Mas, quem presta atenção ao seu dia, descobre o instante mágico.


Ele pode estar escondido na hora em que enfiamos a chave na porta pela manhã, no instante de silêncio logo após o jantar, nas mil e uma coisas que nos parecem iguais. Este momento existe – um momento em que toda a força das estrelas passa por nós, e nos permite fazer milagres.


A felicidade às vezes é uma bênção – mas geralmente é uma conquista.


O instante mágico do dia nos ajuda a mudar, nos faz ir em busca de nossos sonhos.


Vamos sofrer, vamos ter momentos difíceis, vamos enfrentar muitas desilusões – mas tudo é passageiro, e não deixa marcas. E, no futuro, podemos olhar para trás com orgulho e fé.


Pobre de quem teve medo de correr os riscos. Porque este talvez não se decepcione nunca, nem tenha desilusões, nem sofra como aqueles que têm um sonho a seguir. Mas quando olhar para trás – porque sempre olhamos para trás – vai escutar seu coração dizendo: “o que fizeste com os milagres que Deus semeou por teus dias? O que fizeste com os talentos que teu Mestre te confiou? Enterraste fundo em uma cova, porque tinhas medo de perdê-los. Então, esta é a tua herança: a certeza de que desperdiçaste tua vida”.


Pobre de quem escuta estas palavras. Porque então acreditará em milagres, mas os instantes mágicos da vida já terão passado.



trecho de “Na margem do rio Piedra eu sentei e chorei”


.




6





share3share99

domingo, 6 de maio de 2012

As palavras têm o poder de destruir e curar.
Quando as palavras são verdadeiras e amáveis,
elas podem mudar o nosso mundo

Ninguém pode nos fazer mal....só se dermos permissão!
Existem pessoas que são iguais aos "vampiros " dos filmes.
Eles se fazem de bonzinhos, pedem permissão para entrar na sua vida, na sua casa, e ai tentam tirar toda sua energia, e te aprisionar em relacionamentos doentes que só te fazem mal.
Mas sempre tem alguém por perto para nos ajudar a ver quem realmente são, e ai temos a oportunidade, mesmo que sofrida de tirar-los de nossas vidas.
Nâo deixe ninguém tirar o que voce tem de mais precioso, a sua identidade.