Loading...

quarta-feira, 23 de março de 2011

Num lapso de tempo... 
eu estava em casa te esperando para o almoço, 
te esperando para te beijar e contar as novidades,
falar das crianças, te dizer banalidades
olhando profundamente, esperando seu olhar .
te esperando para confirmar no olhar, o amor que sinto.
Cenas tão simples, com tanto significado.
mas o tempo voltou ao normal,
não tem nossa casa, nem nosso almoço,
não pude te dar nossas crianças...
só restou a lembrança de um ultimo olhar.
Com tanto significado, palavras sussurradas,
gestos simples, sinceros, verdades trancadas.

Um comentário:

  1. "não tem nossa casa, nem nosso almoço,
    não pude te dar nossas crianças.."

    Nossa Jane, não sei se estou muito sensível hoje, mas você disse tudo, da mesma forma que eu sinto!
    Me fez derramar todas as lágrimas que tenho tentado segurar.
    Lindo demais!

    ResponderExcluir