Loading...

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Perguntas...
Por que ficar preso a um relacionamento de idas e vindas, que não acaba nunca?
Por que ficar tentando entender e achar desculpas e pretextos para aceitar essa situação?
Será receio de ficar sem sentimento algum?
Será problema de auto estima?
Será imaginação ou delírio o amor que senti em minha direção?
Só justificativas, subterfúgios da alma tão cansada de sempre amar e só amar só.
Mais um ano se passou a desculpa a mesma de anos atrás, mas de alguma maneira, como um veneno insípido, atos, palavras e atitudes foram matando o sentimento, a admiração e a confiança. 
Tanta coisa morta dá no final uma sensação de tanto faz, de situações previsíveis , de palavras vagas perdidas em tantas convicções e certezas. A palavra convicção sempre me soou pesada, talvez por esse meu espírito ligado ao ar, ao vento, ela me parece uma pedra amarrada impedindo de voar.
Disso tudo somente uma certeza, a de deixar de querer entender o outro, de olhar mais e mais para descobrir mais coisas a meu respeito, pois me parece que  isso sim não tem fim.
Respostas... não tenho, somente sentimentos a meu respeito e nesse exato momento o final de tudo, sinto um alívio por não ter que me decepcionar mais, toda a admiração foi embora junto com suas palavras.


Nenhum comentário:

Postar um comentário